sexta-feira, 28 de novembro de 2008

c.a.f.é.


Um café bem apreciado é provado com paladar, olfato, tato e também, emoções. Um ambiente aconchegante faz toda a diferença.Ao contrário de chocolate, degustação de café não é exatamente sensual, mas ainda pode ser uma experiência um tanto romântica.

Antes de degustar qualquer café é indicado beber um gole de água mineral natural para limpar o paladar.

Outra dica importante para a preparação da bebida é nunca acrescentar água fervente ao café. Quando muito quente, a água queima o café, interferindo no sabor final. Para amenizar o efeito da água quente no pó e também evidenciar o sabor do grão, colocar de uma fina película de água fria no coador de papel antes do preparo da bebida.

Também não adianta preparar grandes quantidades de café porque depois de 20 minutos pronto, o café perde o sabor e as propriedades benéficas, lembrando que o café deve ser sempre adoçado na xícara. O melhor modo de armazenar o pó é fechar bem a embalagem e guardá-la dentro de uma lata. Atentar-se à data de validade do produto também é importante.

Existem 32 raças de café, com duas especiais. A Arábica é uma das mais importantes, junto com uma outra que não me lembro. Essas duas raças tem mais genes que as demais, e isso torna impossível o cruzamento dessas com as demais raças pra melhora da qualidade dos demais cafés.Bem, o melhor café é qualquer uma dessas duas raças especiais, plantadas em solo roxo, a mais de 800 metros acima dom nível do mar. No Brasil, apenas 60 fazendeiros preenchem os três requisitos. Eles estão no Norte do Paraná, parte de São Paulo e Minas Gerais (a maioria deles).
Existem 3 classificações básicas de café: Comum, Premium e Gourmet.A torra do café também é essencialmente crítica.Dicas pra se curtir um bom café:Boca “limpa de outros sabores” é fundamental pra se extrair o máximo do sabor.Café forte.Eu recomendo açúcar. Nada de adoçantes. Isso estraga o sabor.O olfato e tato são importantes sentidos pra se aproveitar ao máximo o café.Adoçantes, mais que o açúcar, adulteram o sabor do café.O açúcar também adultera o sabor, porém menos que o adoçante.Mas pq açúcar? O açúcar aumenta a densidade do café, facilitando o tato. O café forte faz com que o açúcar altere menos o sabor. Assim, o açúcar se torna um aliado, enquanto que os demais adoçantes, apenas “vândalos do sabor”.
O café de melhor sabor, é o café que tem as qualidades já citadas acima, torrado no ponto certo, recém preparado e quentinho. A água deve ser aquecida a ponto de fervura, mas não pode ferver! Água fervida perde oxigênio e altera (muito) o sabor.Por fim, o ambiente deve ser adequado! O tempo deve ser suficiente. Nada de pressa. Nada de engolir e correr. Tenha tempo pra esfregar o café em toda a boca; tenha tempo pra curtir... E tenha alguém pra conversar (mas não deixe o café esfriar)!

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

foi bom esperar - RODOX

O mesmo trem vai passar noutra cidade
Faz minha mente voltar
Nem me lembro mais da última vez
Mas eu não esqueço a falta que fez
Nada pra repor no lugar
Ninguém me vê assim
Descobre o que eu penso no olhar
Reviver o sonho que a gente teve aqui
Deu chance pro futuro
Te devolver pra mim

Alguém me fez sinal
Como quem já me conhece bem
Também senti igual
Dá vontade de ficar pra sempre

Foi bom esperar
Pra que pudesse enxergar
Que o que a gente leva no fim
É a verdade

Só de tocar
Te passo o que eu não posso falar
Foi do mesmo barro que eu vim
Nada nos faz diferente

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

um em um milhão... mas sou único!

Vários assuntos misturados e vários pensamentos no ar, o movimento de rotação faz o mesmo efeito considerando uma causa a acabar. Aquela antiga lei de “causa e efeito” aqui dentro eu quero descartar, prefiro a “teoria do caos” onde tudo posso encontrar.

O peso daquele fardo ainda insiste em deixar aquelas antigas marcas, que de forma alguma conseguimos apagar. Conjugo o verbo “tentar” em todas as variantes, mas a única que me cai bem é a do “Pretérito Imperfeito”, mas é só por uns instantes.

De perfeito? Eu passo longe, e trocando algumas letras sequer eu conseguiria me candidatar. A mente é curiosa, aguça o sentimento que está lá naquele lugar que conhecemos, mas deixamos de lado. Com coragem o capturamos de longe, seguramos pelo braço e chamamos a responsabilidade pra perto.

Valente da armadura de ferro, ele amolece só com os passos de quem está pra chegar, mais uma respirada de perto e o coração valente vai se afogar. E os pensamentos continuam no ar, misturados ou segregados talvez, porém só uma coisa é certa: esta minha vida, foi Deus quem fez!

Rodrigo "raTo" Seixas - 24/11/2008

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

o combatente cego da espada com lâmina afiada

A espada passa cortando, não deixa de pé sequer um indivíduo
Passamos noites em claro, com medo de dormir sozinhos
A espada se arma e começa cortando, fazendo de tudo para parecer um engano
O seu carro de luxo você não quer perder, mas e o neguinho chorando?

Ah, este aí você não quer nem saber, só lhe interessa seu caviar pra comer
Quanta ingenuidade foi a nossa para em um futuro promissor acreditar
Muito sangue foi derramado em troca apenas de seu nome zelar
E agora, onde vamos parar? Justo quando precisamos de você, com quem devemos contar?

Já me disseram que o capitalismo é tudo a mesma merda
Enquanto muita gente se mata em troco de uma miséria
Você esbanja luxo, carros, grana, casas, em troca de poder
É exatamente igual a você que eu não quero ser, vendo tanta gente sofrer

Eu estou de perto, na linha de frente, posso ser o primeiro mas continuo contente
Hoje estou com o humor abalado, ando pensativo em todo este estrago
A lâmina continua secando, podemos dizer também que ela está descansando
De longe ela começa a olhar, procurando seu alvo para mais uma cabeça cortar

Quem bate sempre esquece e quem apanha vai querer se vingar
E é ao lado deste pensamento que eu não quero estar, quero apenas relaxar
Pouco me importa se você só sabe lucrar, nem assim sua felicidade você vai comprar
Enquanto isso, a lâmina afiada se prepara, te segura pela cabeça para suas pernas cortar!

Rodrigo "raTo" Seixas - 19/11/2008

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Canção para Amigos - Dead Fish

As vezes penso que foi tudo em vão
Parei pra pensar tantos anos depois
Se lembra quando éramos mais jovens
E tudo parecia ser mais fácil

Acho que crescemos demais
Aconteceu o que temiamos
Não vamos mais nos entender
Se foi a natureza ou o sistema só o tempo, dirá

Vou seguir meu caminho
Lutar pelo o que insisto em acreditar
Vou tentar entender os seus
Desculpe dizer isso mas parece que você se vendeu

Mas que te traga paz
Leveza e força pra continuar
A vida é mesmo estranha
Nada é mais para sempre

Espero um dia poder me sentar ao seu lado
E gordos e conformados podemos rir
Que nossos questionamentos não tenham sido em vão
Espero que algo tenha mudado até, então

Somos adultos demais
Caminhos opostos individuais
Tempo de crise e muita confusão
Queria lutar junto com você mas parece que não

Se canto esta canção
É porque ainda tenho fé
Mas meu sorriso é tão forçado
É porque não estou em paz nem ao seu lado

Se não sentirmos nada
Devemos tentar viver
E se o sistema nos separou
Tentar nos entender

E continuar a acreditar
Que o melhor é dialogar
Mesmo de longe te evitando
Te considero um irmão

Se tenho dúvidas demais
Por isso escrevo esta canção

terça-feira, 4 de novembro de 2008

humildade

Saudade que me bate no peito e que me faz faltar o ar
Aquele nó na garganta que me seguro pra não chorar
Se eu pudesse voltar no tempo, o mundo eu iria lhe entregar
Paro, penso e reflito: é em seus braços o meu lugar