segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

eu estou IMRESSIONADO!

Me chamem do que quiser, batam na minha cara se for necessário, mas eu estou decepcionado. Estou revoltado... Eu estou impressionado!

Agora virou moda espancar idoso, parece passa-tempo bater em quem não tem força pra reagir. Você é violento demais com quem está quieto, se irrita demais com quem te ensinou tudo e tem uma experiência de vida diferentemente de você. Ser idoso é sinônimo de ter conhecimento, de cultura, de vivência, e de vida propriamente dita.

Hoje eu quero ser polêmico, hoje eu quero ser direto e é uma pena que quem deve ler isto, por conta de um problema social, sequer chegará a ter contato com este tipo de informação. É uma pena, porque eu estou agressivo, e estou sem limites, que não consigo conter as minhas palavras.

São com vocês mendigos... São com vocês que eu estou falando. Posso pecar por generalizar, posso errar por nem todos iguais a vocês, assim pensar. Mas a classe toda pagará pelo mau comportamento de alguns. Eu poderia simplesmente aqui falar da filha que bateu na mãe, do neto que bateu na avó, mas não... Deles eu não vou falar.

Além de explorar uma idosa a cozinhar, quando houve uma recusa também houve o espancamento? A que ponto o mundo pretende chegar? Se não há respeito e compaixão com quem só nos tem a ensinar, e que com um simples gesto só queria agradar.

A vida não é ingrata não, seus filhos da puta! Chego a pensar que vocês estão onde mereciam estar e pau no cu de quem quiser me julgar. Sempre procurei a todos vocês ajudar, às vezes com simples gestos ou até com muita ajuda pra dar, mas com este comportamento? A classe toda vai pagar!

Uma senhora que só queria ajudar, em um primeiro momento até em sua cozinha, lhe convidou para almoçar. Disso tudo você fez uma rotina se criar, retornando à sua casa todos os dias dizendo “viemos para almoçar”.

Quanta pretensão seus carniças, covardes!

Deixo aqui o meu manifesto, em solidariedade àquela senhora, aquela idosa, que com seu choro também me fez chorar. Com suas lágrimas me fez pensar, que não devo ajudar quem não quer se ajudar. A “lei da causa e efeito” estava ai na sua cara e você não quis acreditar, achando que seria fácil, uma idosa maltratar.

O meu grito? Aos quatro cantos eu vou ecoar, e mais uma vez, por mau comportamento a classe toda vai pagar, porque uma próxima ajuda minha, pode ter certeza que vai demorar!

Rodrigo "raTo" Seixas - 01/12/2008

2 comentários:

Daniel disse...

É velho, lamentável.
Não vi esse tipo de notícia recente, mas é triste. O mundo se perdeu e estamos perdidos no meio dele.
Procuro fazer minha parte.
abs

Lucas B. disse...

Ratão, nunca tinha entrado no seu.

Gostei do jeito, e da indignação que você escreveu.

O importante é nunca perder a capacidade de indignação.

Pretendo frequentar mais vezes aqui.