segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

.fazemos.parte.da.nação.que.não.se.cala.

Não quero estudar porque o que eu quero mesmo é brincar. Fazemos parte de um mundo que não somos inclusos, e sim intrusos. Nos forçamos ir à escola porque apenas a merenda queremos comer, mas na verdade é por um prato de comida que eu brigo pra ter.

E o ensino aqui que é uma bosta? Todo mundo se interessa apenas em sair mais cedo na copa. Ai o país fica em festa e o Brasil veste a sua camisa, mostrando a que veio, e que só está à passeio. Mas disso tudo eu tenho receio, mesmo com o mesmo orgulho de sempre, de ser brasileiro!

Eu fui mergulhar, e olha que não foram em águas rasas. Por mais que muitas vezes eu “dei de cara” estou com a pérola na mão, emergindo como um guerreiro de espada em punhos de aço, imperial... é desta forma que eu ajo.

Ai quem me dera se nos tempos de menino eu pudesse voltar, e com aquela mesma ingenuidade de em Papai Noel acreditar, ver esta porra toda mudar. Porque ainda penso que somos primatas, vivendo ainda num país colonizado e enfrentando os preconceitos alheios como se eu fosse um bastardo.

Começo de ano para o brasileiro é sempre foda, com tanta conta pra pagar e ainda assim falando de Big Brother toda hora. Mas quem eu posso culpar? Se a nossa cultura aqui é cara e só gringo e elite que pode pagar. Tento apenas entender que uma geração de semi-analfabetos é o que vamos ser.

O cérebro as vezes atrofia e perco toda aquela inspiração e graça de ser quem eu queria. Fico um tempo parado, pensando apenas no infinito e observando o quão pequeno sou, que não serei ouvido nem por um grito. É por isso que eu me calo, mudei, hoje vejo toda a sujeira indo para o ralo.

raTo!

Nenhum comentário: