quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

.desabafO.

Naquela terça-feira eu acordara com a boca seca, aquela adrenalina acostumada a secar a boca também em rodas de “pogo” invadia a minha manhã. O motivo era outro, meio de nerd talvez, mas eu tinha meus motivos para estar assim.
O ovelha negra da família entrara no último semestre da pós-graduação. Pensamentos distantes lembravam como era algo longe ou então incalculável. Me lembro de criança que via meus irmãos estudarem e eu ao chegar na escola não sabia fazer uma conta de dividir com dois números na chave.
Caralho, se isto era surreal para mim, quem dirá ingressar em uma pós-graduação, ainda mais para quem, por um momento, chegou a ser expulso da faculdade. Classe para mim sempre foi sinônimo de conhecer meninas, namorá-las e jogar truco com os camaradas. Isto foi minha adolescência!
Ainda bem que a gente cresce. Ainda bem também que a gente consegue crescer mantendo a nossa personalidade, pois aquele mesmo garotinho de 1,62 m com boné na cabeça ainda mora dentro de mim, só que ele cresceu e buscou ser alguém na vida.
Não tenho religião, mas sempre quando durmo eu rezo o “Pai Nosso” e a “Ave Maria” que aprendi de pequeno com minha mãe, rezo por mim e rezo por ela. Mas sempre faço meu complemento agradecendo pelos pais que sempre tive, por ter saúde, pelo trabalho e também por ter tido a oportunidade de ter estudado.
Pelo menos eu não deixei a vida me levar, eu levei-a. Caso contrário eu ainda estaria sendo sustentado pelos meus pais, que com sacrifício pra lá de doloroso, sempre fizeram de tudo por mim.
Nunca fiz um desabafo tão gostoso, sempre quando escrevo fico atento às pontuações e escrita em si, mas neste as palavras saem sozinhas, apenas as digito. Que engraçado! Eu estou feliz, só isso!
Agora chegara a noite desta mesma terça-feira, eu já voltava pra casa cantando sozinho no carro aquele hardcore gostoso de cantar, aquela melodia que você grita por estar feliz, coisa que só quem gosta de música e é feliz sabe o que estou falando. Nunca cantei tão alto num semáforo sem me preocupar com quem estava do lado... foda-se, era novamente a adrenalina secando a boca. Ta vendo, não é só droga que nos deixa com boca seca!

5 comentários:

Marília PSH disse...

ae Parabéns e ainda tem muito mais para conquistar... e a gente para aplaudir...

merecedor de tudo que já alcançou...

bjus

ju mancin disse...

Valeu por add...alías, te add tb!

Parabéns pela conquista! Certamente muitas outras hão de vir...

keep rock!

Juliana disse...

é.. ratolino... é isso aí, fico feliz! gostei de ler... me deixou com um sorriso no rosto, talvez por sua escrita emanar alegria! alegria de conquistas nesta vida, de vida apre-e-ndida! parabéns por ti! beijocas...té mais!

. Cáh . disse...

Aeeeeee
e seja sempre assim ratitooooo!!!
\oo/
Parabéns..e vc é merecedor.!
beijos!

Fernanda disse...

O bom texto é aquele que a gente escreve com a alma e toca a alma de quem lê...

Daqui "alguns" três semestres poderei sentir o mesmo que você. E quero que seja com a mesma alegria e vibração!

...