segunda-feira, 14 de setembro de 2009

.o.parasita.hospedeiro.

Só mais uma picada, ahhhhh você não vai nem sentir. Enquanto você pensa, eu consigo te sugar. Já quando você chora, atinjo meu objetivo e perto não quero estar. Quando você sorri, com certeza ao seu lado eu quero estar, pois suas energias positivas eu quero captar.

Por que caminhar e me cansar? Se ao seu ombro eu posso me encostar e de todas as suas atitudes me apoderar. E quando você se ajoelhar com seus punhos fortemente a sangrar, para o outro lado da rua eu vou atravessar e fingir que só estou a observar. Pois não quero me sujar.

Só mais uma picada, ahhhhh falei que era a última, mas eu menti. Com a boca cheia o seu nome eu vou gritar, pois você está no topo. É meu ídolo, eu vou te sugar. Enquanto você constrói o meu corpo se corrói, isso pra mim é demais eu não vou correr atrás. Às suas custas eu vou me embebedar.

Eu vivo a vida dos outros, não vivo a minha, isto seria sem graça demais. Eu não pratico o que eu prego, pratico o que me convém e liberto-me de todo este peso também. Que mal isto tem? Se quando eu morrer vou para o mesmo buraco também, até lá, serei um parasita hospedeiro muito bem!

5 comentários:

Wagner Kern Velasques Jr. disse...

Rato,
Temos e somos parasitas. Somos parasitas de energias, de vibrações e de ideias. Mas vamos todos para o mesmo lugar.
Belo texto.

Abs

Daniel disse...

Muito boa a reflexão do Gordão a respeito da sua postagem. Concordo com ele totalmente.

E digo mais. No dia que as pessoas perceberem que somos todos iguais, e estamos todos numa mesma vibração (mesmo que parecendo que alguns não estejam, pode ter certeza de que esses são capazes de se superarem também) o mundo será muito melhor, e um só.

Todos nós já passamos por diversas fases da vida.

Que saibamos ajudar aqueles que precisam e ter paciência tb, pois o perdão caminha ao lado do erro.

Sei que é difícil, mas temos que tentar.

abs

Juliana disse...

quero esmagar com a ponta dos dedos esses piolhos gordos do sangue dos outros! tenho coceira disso... passo scabin e saio!
=/

o texto tá muito legal, ratolino.

Diário de uma paulistana disse...

Quanto tempo!!!
Antes líamos diariamente os textos um dos outros. Dividíamos nossas indignações, medos, histórias e alegrias!
Sinto falta. Mas não quero mais deixar pra amanhã... quero hoje mesmo dizer que sinto falta mas estou aqui. Não pra sugar seu sangue, mas pra absorver suas palavras, compartilhar do seu conhecimento e dizer que amo muito!
Você é especial e sabe disso!

Torço sempre por você.
Admiro você.
E espero ser pra sempre sua grande amiga!

Estou aqui!
De volta.

Beijokas
se cuida

Luís Henrique disse...

...Muito boa sua reflexão...
..como disse o gordão...todos somos parasitas....mas nem sempre sugamos as energias das pessoas e/ou em alguns casos sugamos sem ao mesmo perceber...num simples olhar ou pensamento!

Abraxxx