segunda-feira, 16 de novembro de 2009

.durante.o.século.XXI.

Num piscar de olhos você vê a alteração do tempo. Ao olhar para o lado, também pode enxergar os loucos balbuciando alguma coisa sem maior importância. Ao encará-lo aleatoriamente, percebe a sua face alterada, uma face cansada do fardo que carrega consigo mesmo. Uma face envelhecida pelo tempo que começa a passar e suas marcas... começa a deixar.

A vida sempre será dura para quem insiste em ser mole. Alguém já lhe disse isto, não? Pois é! E a Terra continua a girar, com a mesma intensidade em que uma mente degradante insiste em vagar. Não queira estagnar, muito menos odiar um coração que só quer amar.

Andando com calças largas por uma calçada desuniforme e com alguns buracos, atento a cada pensamento, uma opinião começava a se formar àquilo que há meses o incomodava: o estado de putrefação daqueles que por um instante flutuam na atmosfera.

Não temos telhado de vidro mas estamos sempre atirando a primeira pedra. Cuidado, pois caso ela atinja uma parede de borracha, voltará com força dobrada! E para isto acontecer, basta que esteja acordado, pois tempo ocioso está de sobra, ficamos caçando agregados neste universo de zero e um, apenas para nos tornarmos mais um número, então nosso ciclo será um código de barras.

Um comentário:

ju mancin disse...

"a vida é dura pra quem é mole"
meu pai vive me falando isso...rs