segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

.pré.natal.

Vivemos um ano em que contemplar o sol foi um fato inédito

Quando aparecia, independente do dia, era motivo de festa

As vezes nos virávamos debaixo d’água pra se livrar do tédio

As vezes não dava, e mesmo que quisesse, a realidade é esta [mas isto já não me interessa]

Pra quem não acreditava em revanche, comecei o ano em desmanche

Mas Deus me deu uma segunda chance e me ordenou seguir adiante

Com uma idéia fixa na cabeça, eu já sabia qual seria a sentença

Nem Juiz ou Advogado, não fui Réu ou Diabo, só me curei do mal-olhado [se é que existe]

Quantas conquistas presenciei, algumas minhas e outras não sei

Um ano cheio de alegria, momentos e confrarias, tudo em plena paz

Pequenas frustrações eu sei, mas termino o ano dizendo que tentei

Não li o manual, não vim aqui pra perder, só aprendi como se faz [sagacidade sempre]

Pode soar como arrogância, mas são apenas diamantes

Que foram lapidados ao longo de um ano em que muletas se quebraram

Algumas portas se fecharam e outras perderam a tranca, que lambança

Ao lado do Meu Amor eu não sinto dor, me libertei daquele estado desesperador [meu verdadeiro amor]

O ano em que pra mim foi considerado o da saúde, chega ao fim

Saúde mental, emocional e também corporal, pois estou com 31

Não quero ser mais um

Daqueles em que o infarto te leva da mesa do bar para dizer: aqui jaz. [livrai-nos do mal, amém]

3 comentários:

Fê Volpi disse...

Um ano... tempo suficiente para mudanças, para muitos acontecimentos. Principalmente as conquistas! Essas foram diárias!

O Sol pouco apareceu... da sua graça não pudemos desfrutar. Mas em compensação, apreciamos, por muitas vezes, as madrugadas frias... tomamos banho de chuva. Conseguimos ser felizes mesmo assim!

Acredito em mal-olhado... mas não em pessoas fortes! Inveja é o combustível da vida. Nos faz seguir em frente e liberta daquilo que não faz bem.

Mesmo o ano começando com toque de desmanche, fico feliz pela segunda chance. E feliz também por entrar na sua vida! E dela... meu amor [o amor verdadeiro] não quero sair.

E que venha o próximo ano! Estaremos aí!

Wagner Kern Velasques Jr. disse...

Viva o amor. Feliz estou por você conquistar o que sempre sonhou.
Quero desejar sorte em tudo o que você tocou.

Abraços...

Jacque disse...

Gostei desse lugar! Posso ficar por aqui?

Beijo